Historial cdp origins

 

Casa do Povo do Paul do Mar Fundada a 4 de Fevereiro de 2000, a Casa do Povo do Paul do Mar, passou a ser a maior defensora da diversidade cultural da nossa freguesia.


A 2 de Outubro de 2000, tomou posse Comissão Instaladora desta Casa do Povo, nas instalações da Junta de Freguesia local. A referida Comissão foi presidida pelo sócio número 1 – José Alexandre Soares – que teve a difícil tarefa erguer uma Casa do Povo, numa freguesia onde não existia, o espírito do associativismo.

No dia 23 de Novembro de 2001, tomou posse a actual Direcção, a qual teve como linhas orientadoras: Manter as tradições locais; Acesso à cultura; Formação; Acesso às novas tecnologias; Sempre foi nossa intenção, preservar os valores culturais e patrimoniais da nossa freguesia. Apoio e incentivamos as tradições locais: Carnaval, enfeite dos fontanários e as romarias de Natal. Aos nossos associados, promovemos actividades lúdicas/recreativas, visitando as Grutas de São Vicente, Jardim Botânico da Madeira, Jardins Monte Palace, Porto Santo e o Parque Temático da Madeira. Promovemos diversas actividades de índole cultural, destinadas à população local, nomeadamente, o mercado do livro madeirense, cinema, fados, teatro, música entre outras acções de formação. No vertente formativa, desenvolvemos em colaboração com a Direcção de Serviços de Desenvolvimento Rural, acções de formação de culinária e higiene alimentar, arraiolos, corte e confecção (costura), malhas e croché e decoração floral. Numa parceria com o Madeira Tecnopolo, aderimos ao projecto “Um Computador Para Todos”, permitindo que todos tivessem acesso às novas tecnologias de informação. Realizamos sessões formativas específicas: Plano de Desenvolvimento Rural, Ano Internacional da Água, aulas práticas de alimentação saudável e uma parceria com os alunos do Ensino Especial que frequentam a Escola Básica do Paul do Mar.

No dia 4 de Fevereiro de 2004, apresentamos a nossa imagem (criação do logotipo), bandeira, site da Casa do Povo do Paul do Mar e a abertura do Centro de Artesanato. Ao criar o Centro de Artesanato, pretendíamos divulgar o artesanato da freguesia. Esta iniciativa ultrapassou as nossa maiores expectativas. O Centro de Artesanato da Casa do Povo do Paul do Mar, este presente em diversas feiras: Açores, Calheta, Funchal e Canárias, através do projecto C.O.R.E.S. Conseguimos que o Centro de Artesanato, fosse a maior referência desta Casa do Povo, ao nível da promoção e divulgação da nossa identidade cultural. A Casa do Povo do Paul do Mar, ao longo destes 5 anos cresceu, sendo hoje, uma referência muito importante para a freguesia.